EUA- Hawaii- Honolulu


IMG_0239.jpg

Aloha!


Honolulu é uma cidade fantástica, cheia de vida, diversão, gente bonita, surf e praias paradisíacas. Se eu fosse pensar em uma cidade completa, Honolulu seria a definição perfeita.

São muitas horas de voo até lá, mas valem cada minuto. Honolulu é a ilha principal, e nesta viagem aproveitamos para conhecer mais duas ilhas, que vou falar em um outro Post.

Oahu é a mais badalada de todas, com uma concentração gigantesca de japoneses, encontramos poucos brasileiros pelo trajeto.

Ficamos em um hotel excelente, o Acqua Skyline Hotel at Island Colony, próximo do centro e da praia de Waikiki, logo que chegamos já começamos a explorar a Kalakua Avenue, é a Rodeo Drive do Hawaii, ali você encontra todas as principais lojas de grife, a nossa rua dava de frente para o Royal Hawaian center, que é um shopping a céu aberto, que tem apresentações de artistas todas as noites. A gente sempre passava lá a noite para ver o que estava rolando.

No primeiro dia, aproveitamos para jantar no Hard Rock café que fica na Kalakua mesmo, e depois fomos nos divertir na Ross Dress for Less que ficava na nossa rua rs

Logo pela manhã no outro dia, acordamos cedinho para subir no Diamond Head, se prepare, são milhares de escadas e subidas intermináveis, vai ser preciso muita água, protetor solar e disposição, que compensa cada segundo com a visão maravilhosa do alto que se tem de Waikiki, aquele mar azul lindo, faz com que se esqueça todo o cansaço. Para entrar no parque você pode pagar a entrada do carro, ou a entrada individual, como ainda não tínhamos alugado carro, optamos pela entrada individual. 


Saímos de lá e paramos em uma lojinha que faziam muitos sucos diferentes no retorno para Waikiki para dar uma hidratada, e seguimos para a praia de Waikiki. Uma praia de energia maravilhosa, água clara e límpida, muitos restaurantes ao redor e surfistas aproveitando uma onda.


Foi ali que recarreguei todas as minhas energias e senti que estava aberta a temporada das minhas férias de 2016. Se fecho os olhos, ainda consigo lembrar de todos os detalhes de Waikiki.

Não deixe de ver o pôr do sol incrível e de tirar o folego que Waikiki oferece! É lindo, muitas pessoas na areia e no mar com bóias todos esperando aquele espetáculo incrível da natureza! E claro, tirar uma foto e oferecer um colar de Flores para a estátua do Duque, um famoso surfista, que ganhou sua própria estátua e diz a lenda que oferecendo a flor, você voltará ao Hawaii muitas vezes!A noite jantamos no meu restaurante favorito da vida, o Cheesecake Factory, sim o Hawaii além de ter essa natureza arrebatadora, tem uma estrutura de dar inveja em qualquer cidade.


Uma boa dica para aproveitar as praias do Hawaii, a maioria delas, não tem estrutura de bares e graças a Deus não existem vendedores ambulantes rs então para fechar esse dia, fomos ao Wallmart e compramos lanches, cervejas, abacaxi (o abacaxi do Hawaii não pode deixar de ser provado, jamais!) E levamos nossa térmica para todas as praias com nossos lanchinhos.

Logo pela manhã alugamos o carro (indispensável para conhecer a ilha) e seguimos em direção a Lanikai e Kailua beach, foram as minhas praias favoritas de Honolulu! Elas podem ser visitadas a pé, uma ao lado da outra, tem local para parar o carro, chuveiro e mesinhas (mas isso é normal nas praias de lá), a praia tem um mar azul e uma água parada que parece uma piscina,  passamos o dia inteiro lá, voltamos no final da tarde e fizemos a nossa rotina diária de passear pela Kalakua Avenue e terminar em Waikiki beach, jantamos no Cheeseburguer In Paradise, e o nome faz Jus! Magnifico!


Logo pela manhã, lá vamos nós novamente conhecer mais um pedacinho do céu, fomos até Hanauma Bay, mas o estacionamento estava lotadíssimo, o que nos fez continuar pelo caminho, que na verdade nos trouxe um novo presente, novas visões de tirar o folego, montanhas e o mar azul para novas fotos! 


Quando voltamos, o estacionamento continuava interditado, nós paramos o carro para meu esposo seguir até o estacionamento para pedir informações e uma pessoa me abordou perguntando se eu queria guardar em outro estacionamento e eles nos trariam até a entrada de Hanauma. Logo descobri que era uma Brazuka que vivia ali do turismo! Deixamos o carro no estacionamento onde ficava a loja dela, e o seu esposo nos deixou na entrada do estacionamento, pagamos 10 dólares pelo transporte de ida e volta, então se quiser parar no estacionamento de Hanauma, chegue muito, muito cedo.

Para curtir Hanauma Bay, você precisa pagar uma taxa na entrada e assistir um vídeo de preservação ambiental, a praia é perfeita para a prática de mergulho, uma vida marinha abundante e um visual incrível! Amamos! Jatamos no I-Hop nesse dia.

O quarto dia, foi o dia de conhecer Pipeline e Waimea, outro pedacinho do paraíso, no caminho demos uma passadinha na Turtle Beach, mas não achamos nenhuma tartaruga perdida por lá, o tempo estava feio, acho que elas estavam descansando rs

Pipe como é chamada pelos locais, é proibida para banhos, é praia de surfista mesmo, para quem ama surfe, vai enlouquecer nesse lugar, ondas gigantes e azuis, lá você pode ver a casa que o Medina fica hospedado nos campeonatos, e a casa onde o John John Florence mora. 

Waimea estava com uma agua marrom, pois no dia anterior caiu uma chuva tão forte, que o rio transbordou e invadiu o mar, mas a praia é muito divertida, não tivemos coragem de entrar, pois as ondas quebram na areia, um monte de gente caindo e levantando e caindo de novo o tempo todo rs

Aliás, não se preocupe com as chuvas do Hawaii, elas acontecem todos os dias, por um curto período de tempo e são substituídas por lindos arco-iris!

Se quiser tomar um sol ou curtir uma praia, ao lado tem a Sunset Beach.

E quem disse que não dá para aproveitar umas comprinhas no Hawaii? Logo pela manhã no outro dia, fomos até o Outlet Premium, tem muitas promoções e boas pechinchas, vale a pena!!!!

Seguimos até Makapu’u, onde há um farol do lado direito e a Rabbit Island na frente, que visual incrível!!! Prepare a máquina para fotos maravilhosas.

Makapu’u tem também uma trilha de acesso ao farol, que começa no estacionamento do parque, antes do grande penhasco. É uma trilha simples, dá para fazer sem stress em menos de 2 horas, curtindo cada parada, é tudo lindo, você se sente um pontinho naquela imensidão de oceano, emocionante!

Para nossa despedida, desse lugar incrível, que levou meu coração e me fez ficar muito exigente com viagens, jantamos no Duke’s Café, restaurante lindo, beira mar, com o clima do Hawaii, música ao vivo e muitas batidas maravilhosas, jantar top!

Falar do Hawaii não é uma tarefa fácil, pois só quem conhece, sabe o clima que tem esse lugar, parece um feitiço! Vale cada minuto nessa ilha que mais parece um pedacinho do paraíso na terra!


Mahalo!