República Tcheca- Praga


4.jpg


Na minha opinião, uma das cidades mais belas do velho continente.

Chegamos em Praga de trem, saindo da Alemanha, fomos no mês de agosto, verão intenso, com algumas pancadas de chuva no final do dia, mais nada que pudesse atrapalhar a nossa viagem.

A moeda utilizada no país e a Corona Checa, mais não foi necessário converter os euros, pois em todos os estabelecimentos eles fazem a conversão, devolvendo o troco na moeda local.

Todos os trajetos que fizemos aos pontos turísticos, foram feitos a pé, eu acho que é a melhor maneira de sentir e conhecer melhor a cidade. Porém, para os mais preguiçosos, os bondinhos e metrôs cobrem os trajetos mais longos.

As atrações ficam praticamente todas concentradas no centro da cidade, então não esqueça de escolher um hotel nesta região.








A cidade é cheia de história, cercada de pontes, sendo a principal delas a Ponte Carlos. Com uma torre medieval em cada ponta e diversas estátuas de pedras, tem a melhor visão da cidade.

Está sempre lotada de turistas fotografando e admirando a bela paisagem, principalmente no pôr do sol, com muitos músicos que deixam o cenário ainda mais charmoso!

Ela une a Old Town (cidade velha) ao belíssimo Castelo de Praga. Não consegui decidir se é mais bonita de dia ou de noite, então visite nos dois períodos!

Em relação ao Castelo de Praga, reserve pelo menos metade do dia para conhecer, localizado no alto da Colina, com uma deslumbrante vista da cidade.

É um complexo de várias atrações: museus, igrejas, casinhas e ruazinhas de paralelepípedo, é excelente para passear e conhecer um pouco mais da cidade, muito preservada e impecavelmente linda.







Localizada junto ao Castelo, temos a Catedral de San Vito, gótica, lindíssima e imperdível. O caminho até este ponto é um verdadeiro ponto turístico, ruas belíssimas e lojas de cristais com preços imperdíveis, impossível não querer uma recordação deste lugar, comprei um jogo de taças que até hoje são as minhas favoritas! Prepare-se para disputar lugar com a quantidade de turistas que andam pela região.

Ainda em Old Town, encontramos a Praça da Cidade velha, com muitas opções de lojas e restaurantes e cercada de construções históricas, muita música e dança graças aos artistas de rua.

Não deixe de sentar em um dos diversos bares e apreciar a cerveja Tcheca, que é deliciosa por sinal. Para os fãs do Hard Rock Café como nós, é nesta região que ele está localizado.


Na praça também se encontra um dos principais símbolos da cidade, o Astronomic Clock (relógio astronômico), na verdade nós estávamos passeando pela praça, e de repente vimos uma multidão de gente olhando para o relógio, como bons turistas, ficamos lá parados olhando para ver o que ia acontecer. De hora em hora, quando o relógio soa, sai um personagem diferente da janelinha e tem um esqueleto que toca o sino. Ao meio dia todos os personagens saem em sequência, não é nada demais, mas somos turistas, então vale tudo!



Um pouco distante do centro, encontramos a Petrim Hill, é uma pequena réplica da Torre Eifel, mas como já mencionei, andar em Praga não é um esforço, tudo é tão lindo, que vale a pena a dor no pé no final do dia. Se for corajoso (como nós), suba os 299 degraus da torre e tenha uma visão inesquecível da cidade.

Outra ponte imperdível é a Charles Bridge, belíssima arquitetura gótica, há sempre vários artistas vendendo pinturas e caricaturas, além dos músicos, que estão espalhados por toda a cidade.





Andar de pedalinho pelo Rio Vltava é parada obrigatória, fizemos o passeio no fim da tarde, e tivemos o prazer de ver o pôr do sol junto com as lontras e patinhos que passeiam pelo rio.

Alugamos por uma hora, e valeu cada minuto, passear por baixo das pontes e olhar toda aquela bela arquitetura, nos deixou ainda mais encantados com tudo!

E por último, faça um passeio na cidade nova, na Praça Venceslau, que é um dos lugares mais movimentados da cidade, com lojas, restaurantes e cafés. Ao final da rua fica o Museu de Praga, que na ocasião, estava fechado para reforma.

Se eu pudesse, depois de escrever este post, iria correndo para o aeroporto para pegar o primeiro voo para Praga, e matar a saudade que me deu deste lugar inesquecível!